Como se organizar para a chegada do bebê

O pós-parto é um dos períodos mais revolucionários da vida de uma mulher, principalmente das mamães de primeira viagem, que ainda não sabem como lidar com aquele “serzinho” lindo que acabou de chegar. Nessa fase, podemos passar por diversas situações: o bebê pode não ter a pega adequada, o leite pode ser insuficiente, o bebê […]

O pós-parto é um dos períodos mais revolucionários da vida de uma mulher, principalmente das mamães de primeira viagem, que ainda não sabem como lidar com aquele “serzinho” lindo que acabou de chegar. Nessa fase, podemos passar por diversas situações: o bebê pode não ter a pega adequada, o leite pode ser insuficiente, o bebê troca o dia pela noite, ou não dorme direito, ou quer mamar o tempo todo, etc etc etc. É um turbilhão de coisas acontecendo ao mesmo tempo, com o bebê, com a gente, com o nosso corpo. E ainda tem a nossa recuperação do parto que, se não for normal, pode precisar de mais cuidados e um certo repouso.

Esse post é dedicado às mamães que estão aguardando a chegada de seu bebê e querem se organizar e planejar tudo que for possível antes do nascimento dele. Vale lembrar que cada caso é único e nem sempre o que funciona para algumas mães, vai funcionar para outras. Não existe certo nem errado. E tá tudo bem! O importante é se organizar como for possível e não se culpar caso alguma coisa não saia conforme o planejado. Porque vou te falar por experiência própria: vai ter muita coisa fora do planejado. Sempre tem. Não se culpe por isso.

 

Antes do parto:

  • Determine quem será sua rede de apoio, principalmente nos primeiros dias após o parto. Normalmente as vovós são ótimas companhias para nos apoiar. Mas se para você não é possível, programe-se com alguma outra pessoa da família, ou contrate uma profissional. E atenção: cuidado para não colocar gente demais na sua casa ao mesmo tempo, pois pode acontecer o inverso, as pessoas acabam atrapalhando ao invés de ajudar.
  • Normalmente a licença paternidade é de alguns dias somente. Caso tenha possibilidade, o papai pode planejar tirar férias logo depois da licença, assim participa por mais tempo do período de adaptação da rotina com o bebê.
  • Se você não tem empregada, deixe comidinhas saudáveis congeladas em seu freezer, principalmente para os primeiros dias. Normalmente no comecinho não sobra tempo ou disposição para cozinhar. E se preocupe em verificar antes o que pode causar cólicas no seu bebê.
  • Faça uma boa compra de supermercado e de farmácia dias antes do parto. O que puder estocar para o próximo mês, será de grande utilidade.
  • Se você não tiver empregada, procure comprar uma quantidade maior de roupas básicas para o bebê e para você, para não ter que se preocupar em ficar lavando roupa quase todos os dias. E vou te falar, a gente suja muita roupa nesse comecinho.
  • Prepare-se também em relação às suas finanças. Agende o pagamento das contas que puder, para ter a menor preocupação possível com essa parte.
  • Procure indicações de bons pediatras e escolha pelo menos dois deles. Assim, você terá sempre um plano B, caso haja algum problema com o pediatra principal.

 

Pós-parto:

Esses dias estava conversando com uma amiga que acabou de ganhar uma filhota linda e ela me perguntou: “Luiza, como assim organização da rotina no pós-parto? Isso existe? Não consigo visualizar.” Ela amamenta em livre demanda e por isso não consegue ter nenhum compromisso com hora marcada, por exemplo, pois ela nunca sabe se naquele horário sua filha vai estar mamando. Isso também está acontecendo com você? Se sim, vamos lá.

Primeiro, quero te explicar que a rotina não é um bicho de sete cabeças em que a gente tem hora marcada para tudo e tem que seguir à risca. Minha dica principal é que você estipule tudo o que precisa fazer em cada dia da semana. Os horários podem ser flexíveis, mas tente estipular pelo menos o período em que cada atividade deve acontecer. Por exemplo: os banhos serão de manhã e à noite, os passeios serão de manhã e de tarde. Os itens relativos aos cuidados com a casa podem ser realizados no período que ficar melhor para você. Uma boa dica para não esquecer de nada é fazer um planejamento semanal de tudo o que precisa ser realizado. Você pode utilizar um planner como o da foto abaixo ou um aplicativo de sua preferência (mais abaixo vou indicar alguns).

Sugestão de atividades para incluir na semana. Note que as atividades que devem ser executadas diariamente estão relacionadas em notas. Planner: www.keldesigns.com.br

Quando a gente escreve tudo que precisa fazer, fica mais fácil realizar. Experimente para ver. E assim, semanalmente, você pode ir adaptando suas atividades, de acordo com as mudanças que forem acontecendo com o crescimento do bebê e na medida que você for avaliando o que está funcionando e o que não está. Portanto, é possível achar um sistema de organização que funcione para você e para sua família.

Não se preocupe tanto com as tarefas domésticas nesse momento. Deixe a casa um pouco de lado e enfatize somente as atividades essenciais de cuidados com o bebê. Não se culpe por isso. O mais importante é você conseguir descansar nas horas vagas. De que adianta a casa estar impecável e você um caco e sem paciência para o seu filho? Com o tempo tudo se ajeita, você vai ver.

 

Dicas diversas:

  • Quando você começar a passear com o seu bebê, deixe sempre a bolsa de passeio já organizada. Tenha uma listinha de tudo o que precisa levar na bolsa para não correr o risco de esquecer alguma coisa importante, já que estamos sempre na correria nessa fase. E muito importante: além de levar roupas extras para o bebê, leve sempre uma roupa para você e para o papai, se for o caso. Sim, porque nos primeiros meses o bebê costuma regurgitar, e não é legal ficar com a nossa roupa suja né?
  • Mantenha uma pasta com todos os documentos necessários para levar nas consultas com o pediatra. E vá guardando em outra pasta os exames e documentos que não precisa mais levar nas consultas.
  • Marque na sua agenda as datas exatas de vacinação e das consultas, assim você não corre o risco de esquecer.
  • Quando o bebê começar a receber visitas, procure uma casa de lanches ou padaria que você goste e que faça entregas. Assim você economiza tempo e não precisa se preocupar com essa parte.
  • Dê liberdade para o papai. É muito comum nessa fase, as mamães acharem errado a forma como os papais estão cuidando de seu bebê. Isso pode causar mais um estresse, num momento desnecessário. Deixe o pai fazer a atividade do jeito dele. Isso é muito importante.

 

Aplicativos:

E se você gosta do mundo digital, existem alguns aplicativos excelentes para te ajudar com a organização da rotina do seu bebê.

  • Aleitamento: aplicativo que trás notícias sobre a maternidade, diário do bebê e cronômetro para amamentação.
  • Cozy Family Organizer: aplicativo bem legal que possibilita agendar seus compromissos e atividades, além de criar listas de compras e de tarefas e compartilhar a agenda com a família.
  • Rastreador do Bebê: com um sistema de entrada flexível, permite gravar tudo sobre seu bebê rapidamente. Você pode incluir o tempo de sono, de amamentação, todas as trocas de fraldas, etc.
  • Boa noitinha: esse é indicado para os bebês a partir de um aninho. Ganhou o prêmio da Apple de aplicativo do ano. Ele permite que a criança coloque os bichinhos para dormir e apague a luz da casa. Uma forma divertida e lúdica de preparar as crianças para o sono.
  • Canções de ninar: aplicativo com musiquinhas de ninar. Mas o mais legal dele é que permite a gravação de músicas com a voz da mamãe ou do papai. Achei sensacional.
  • Evernote: esse aplicativo é o meu queridinho. Ele possibilita a organização da sua vida em geral, e você pode criar um caderno específico para seu bebê e inserir todas as informações e documentos que você quer ter sempre disponível a respeito da criança.

 

Essas portanto são minhas dicas para que você se organize para a chegada da pessoinha mais importante de sua vida. Com planejamento e disciplina, dá sim para seguir uma rotina gratificante com seu bebê e sua família. E mais uma vez: não se culpe tanto com o que não conseguiu fazer. Estar presente na vida de seu bebê é o mais importante. Aproveite porque pode não parecer, mas passa muuuuuito rápido.

 

Um grande beijo, Luiza.

Luiza Ribeiro é consultora em organização pessoal, digital e em gestão do tempo. Apaixonada pelo tema, trabalha também com organização de ambientes e de arquivos. Mãe da Fernanda de 8 anos, defende o empreendedorismo materno como um meio para as mamães conseguirem estar mais presentes no crescimento e na vida de seus filhos. Luiza é formada em Tecnologia, pós-graduada em Gestão de Projetos e certificada em Organização Digital e Organização de Arquivos.

Saiba mais sobre a Luiza e seus serviços aqui LUIZA RIBEIRO SOLUÇÕES EM ORGANIZAÇÃO

 

comentários

Deixe uma resposta