Dicas para planejar uma viagem

luggage-528070_1280

Todos gostamos de viajar! Mas por que viajamos pouco? Porque é caro diriam alguns, outros arriscariam dizer que o problema é o pouco tempo. Para mim, viajamos pouco porque viagem legal exige planejamento e disciplina, e normalmente quando entram esses dois elementos na questão a vontade diminui. Aí pensamos naquelas famílias que conseguem fazer 3 ou mais viagens interessantes por ano e nos questionamos: como eles conseguem viajar tanto? Pois é, a chave da questão está na organização.

Meus filhos são pequenos e ainda sou iniciante na “modalidade” viagem com crianças. Mas adoro conversar com quem viaja sempre e nesses bate-papos aprendo muito. Essas pessoas planejam suas viagens com antecedência de 6 meses a 1 ano dependendo do tipo de viagem.

Abaixo listo alguns pontos que acredito serem importantes para um planejamento eficiente.

  • Defina uma data.

Tudo gira em torno da data. Se você não sabe ao certo, defina um período para fazer as pesquisas de lugares. Ou se já definiu o local da viagem pesquise a melhor época para ir.

  • Meio de locomoção versus destino

Acredite é fundamental pesquisar passagens de avião e distância de carro antes de decidir o local da viagem. Dependendo da época do ano, as empresas aéreas fazem promoções e você consegue passagens a preços mais baixos. Se o objetivo é viajar por viajar olhe vários destinos, as vezes você pode ser surpreendido. Datas festivas e feriados requerem bastante antecedência. Em outras datas, dois meses antes é possível conseguir bons preços.

Porém se a ideia principal é pegar a estrada e viajar de carro pesquise os possíveis caminhos e fique de olho nas condições das estradas. Viajar com criança demanda mais paradas e locais de apoio para lanches ou pequenas paradas. Você gastará pelo menos um terço a mais de tempo na estrada do que demoraria numa viagem sem essas maravilhosas companhias.

  • Onde ficar

Reservar um hotel ou alugar uma casa? Pergunta feita por quase todas as famílias. Essa questão é muito particular. Os chefes da família devem analisar qual esquema será melhor para sua galera .

Bem, os dois tem suas vantagens e desvantagens. Acredito que o ponto é quantos dias de viagem. Qualquer lugar precisa de limpeza depois de uma semana de uso por crianças.

Hotel geralmente é mais caro em razão das comodidades como serviço de quarto e café da manhã incluso. Mas se tem menos privacidade e é preciso deixar o quarto com o mínimo de organização para que a limpeza seja feita.

Casa alugada é uma opção mais barata mas a organização e a limpeza ficam por conta de quem aluga. As crianças tem mais espaço para brincar e não é necessário se preocupar com a questão de fechar a mala todos os dias antes de sair.

  • Passeio

Para que a viagem seja tranquila e financeiramente viável pesquise quais passeios e atrativos locais. Conversem em família sobre o que vocês querem e podem fazer nas férias. Vale a pena pedir para as crianças maiores procurarem na internet passeios legais no destino de vocês.

  • Cuidados com a saúde

Um item fundamental. Para os destinos nacionais certifique-se que o local tem hospital para atender crianças. Em algumas cidades de praia, infelizmente, os hospitais são precários.

Nos destinos internacionais faça o seguro viagem. As seguradoras tem planos especiais para família e o preço é acessível com ótima cobertura. Em muito países, a compra de antibiótico só pode ser feita com receita médica. Então, não deixe uma garganta inflamada acabar com a viagem.

  • Deslocamento

Veja se é necessário alugar carro ou se é possível andar a pé, de ônibus ou pegar táxi. Em alguns lugares o valor dos estacionamentos é alto e como vocês estão de férias, sem pressa, podem experimentar meios de locomoção alternativos.

  • Planilha de previsão de gastos

Faça uma planilha com os item da viagem e o custo de cada um para ter uma estimativa de gastos e não ser surpreendido. Segue uma sugestão de itens.

  •      Passagem ou gasto com combustível.
  •      Hospedagem (Hotel/Casa alugada).
  •      Alimentação (lembre-se das refeições e dos lanches feitos ao longo do dia).
  •      Passeios (liste todos por dia para não esquecer nenhum).
  •      Deslocamento.
  •      Compras (defina cotas para cada membro da família inclusive as crianças)
  •      Seguro viagem para os destinos internacionais.

Sugestão de cotas de viagem

Para os pequenos você pode quantificar os gastos. Por exemplo, o número de picolés na praia ou o número de coisas que ele pode comprar em cada dia durante a viagem.

Para os maiores defina um valor e vá descontando a cada compra que ele fizer. Não aconselho dar o dinheiro porque na primeira parada eles gastam tudo e você não terá controle.

Mas para tudo deve dar certo estabeleça as regras antes da viagem.

Gostou das sugestões? Compartilhe com seus amigos.

Deixe seu comentário, diga o que achou e contribua com suas ideias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.